29 outubro 2008

26 - Portugueses lá fora (I)- Jorge Humberto

Depois de muito tempo sem actualização, vamos tentar trazer mais algumas coisas interessantes sobre coleccionismo de cromos de futebol.
Nada melhor que uma ofertas aos amigos que têm continuado a espreitar o blog sem encontrarem nada de novo. Por isso aqui vai um "passatempo":

Qual o primeiro jogador português a sair para um grande clube italiano ?

Deverá ser também o primeiro que teve também o seu cromo editado noutro país. Aqui ficam dois cromos deste "doutor do futebol" editados pela conhecida Panini nos seus primeiros tempos.


Ao primeiro leitor que colocar um comentário com o nome do jogador e o nome do Clube para onde foi jogar ao sair de Portugal (atenção que é diferente do dos cromos..) ofereço um pequeno lote de 10 cromos de caramelos bem antigos.

Sim, trata-se do Jorge Humberto, jogador da Académica no cromo de baixo, da magnífica colecção
Grandes Campeões do Futebol, editada por A Francesa.



12 comentários:

jorge disse...

Boa tarde , penso que o 1º português a ser publicado em cromo num clube estrangeiro ,foi o Sr. Jorge Humberto , que se transferiu da Académica para o Inter de Milão, espero ter acertado.

Jorge Carvalho disse...

Penso já ter dado a resposta certa :
o primeiro jogador português a sair para um grande clube europeu e a ser publicado em cromo num clube estrangeiro ,foi o Sr. Jorge Humberto , que se transferiu da Académica para o Inter de Milão.

Será que o blogg está de férias ?

Anónimo disse...

O primeiro jogador a jogar no Estranjeiro foi o Francisco Santos, que em 1906 jogou na Lázio de Roma.
Desconheço, porém se já existiam cromos em Itália no início do Sec. XIX.

jolofar@sapo.pt

Vitor disse...

Bom, estava a dar tempo para mais respostas.. mas agora fiquei meio encravado.
De facto o jogador em referencia é o Jorge Humberto que foi jogar no Inter e nos cromos aparece com a camisola do Vicenza, onde jogou 2 épocas.
Irei colocar mais imagens dele (na Académica).
Para o Jorge Carvalho um agradecimento e os cromos devidos

Vitor disse...

Quanto à achega sobre o Francisco Santos, tem razão. Jogou na Lazio, de 1906 a 1909, sendo o primeiro estrangeiro da equipa romana e jogador influente da equipa nessas épocas (parece que chegou a ser capitão de equipa). Ao contrário do Jorge Humberto não foi para Italia para jogar, mas para desenvolver a sua carreira de escultor, e terão sido mais as dificuldades financeiras do que as mordomias que mais tarde viriam a ter os futebolistas profissionais.
Qaunto aos cromos nesse iníco do sec. XX já havia, mas presumivelmente não dele. Posso no entanto deixar aqui imagens do Fernando dos Santos na equipa da Lázio. Cromo, ainda não desisti de encontrar...

Vitor disse...

Caro Jorge Carvalho,
Envie-me o seu mail, por favor, para podermos combinar o envio dos cromos prometidos.

Jorge Carvalho disse...

Caro Sr. Vitor , desde já agradeço a oferta e quero felicita-lo por tal iniciativa e por este blogg , que desde há muito tempo( mesmo sem actualizações), espero que o mesmo continue e que seja actualizado mais vezes .
O meu email é o seguinte :
webmaster929@hotmail.com

ArquivoAlgarvAlentejano disse...

Mas em Itália o J.Humberto passou a ter outro nome,Umberto Raggio,salvo o erro...

cv_player disse...

Atenção, foi o primeiro jogador caboverdiano a transfereir-se para o Calcio, mas na altura Cabo Verde pertencia a Portugal.

Confirmem:
http://www.revistamacau.com/rm.asp?id=010011

OF disse...

Agradecia, caso seja possível, o envio do cromo do Jorge Humberto no Vicenza (com o nome indicado no cromo) para colocar num dos seguites blogs

http://portugal-mundo.blogspot.com/

ou

http://pnm-pessoas.blogspot.com/

o meu mail é

blog.3850@yahoo.com

Obrigado

Anónimo disse...

Jorge Humberto transferiu-se para o Atlético de Madrid saído do SCP

Anónimo disse...

Vamos desfazer as dúvidas.

Jorge Humberto foi transferido do Sporting, para o Atlético Madrid por 1500 contos, na altura foi um record, (muita grana)

O meu tio NPAlmeida, acompanhou-o o JHumberto para Madrid, como seu secretário, vejam só e naquele tempo - já o futebol era outro.

Houve um Mendonça e eles eram 3, jogou em Itália.